Picos(PI), 22 de Outubro de 2017
Temer exonera oito ministros para votar contra denúncia na Câmara
Em: 20/10/2017

Foto: Divulgação
O Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 20, confirmou a exoneração de mais oito ministros dentro da estratégia do Palácio do Planalto de reforçar o placar a favor do presidente Michel Temer na votação da denúncia contra ele no plenário da Câmara. Os titulares exonerados têm mandato de deputado federal e ficarão licenciados dos ministérios até a quarta-feira, 25, quando ocorrerá a sessão da votação. Foram exonerados hoje: Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo); Mendonça Filho (Educação); Bruno Araújo (Cidades); Leonardo Picciani (Esporte); José Sarney Filho (Meio Ambiente); Ronaldo Nogueira (Trabalho); Marx Beltrão (Turismo); e Maurício Quintella (Transportes). Nesta semana, o governo já havia exonerado Fernando Coelho Filho do comando de Minas e Energia e Raul Jungmann da Defesa. Jungmann, no entanto, já retornou ao posto no Executivo. Sua nomeação ao cargo está publicada na edição de hoje do Diário Oficial. O ministro da Defesa retornou à Câmara para apresentar emendas individuais ao Orçamento de 2018. Os outros nove ministros reassumiram seus mandatos já nesta semana para também propor emendas parlamentares ao Orçamento - além de votar a favor de Temer no próximo dia 25. O prazo para o protocolo das emendas termina nesta sexta. (AE)

Senado rejeita medidas cautelares do STF e Aécio reassume mandato
Em: 18/10/2017

Foto: Divulgação
O plenário do Senado tornou sem efeito ontem (17) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que havia afastado do mandato e determinado o recolhimento noturno do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foram 44 votos contra e 26 a favor das medidas cautelares impostas pela Primeira Turma da Corte. Houve ainda 9 ausências, sem contar o próprio Aécio, que estava com o mandato suspenso e não podia votar. A Constituição exige que a decisão seja tomada por maioria absoluta, pelo menos 41 votos. De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa do Senado, a decisão do Plenário tem efeito imediato e será comunicada ao STF nesta quarta-feira (18). Com isso, Aécio Neves, que estava afastado temporariamente do mandato desde 26 de setembro, já está de volta ao exercício do cargo. A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o senador por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base em delações premiadas do grupo empresarial J&F. Ele foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista. Cinco parlamentares discursaram pela manutenção das medidas cautelares impostas a Aécio Neves. A defesa de Aécio Neves coube a outros cinco parlamentares. Antes da votação do Plenário, o senador Aécio Neves enviou uma carta aos parlamentares. Ele pediu o apoio dos colegas e disse estar sofrendo uma “trama ardilosamente construída”. Aécio escreveu: “Talvez você possa imaginar a minha indignação diante da violência a que fui submetido e o sofrimento causado a mim, à minha família e a tantos mineiros e brasileiros que me conhecem de perto em mais de trinta anos na vida pública”.

Com informações da Agência Senado

STF determina que votação sobre afastamento de Aécio Neves será aberta
Em: 17/10/2017

Foto: Divulgação
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (17), por meio de decisão liminar, que a votação sobre o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) seja realizada de forma aberta e nominal pelo plenário do Senado. Moraes acolheu os argumentos do senador Randolphe Rodrigues (Rede-AP), que ingressou ontem (16) com um mandado de segurança no Supremo para garantir a votação aberta, após o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), ter sinalizado a discussão com líderes partidários de uma possível votação secreta. “Diferentemente do eleitor, que necessita do sigilo de seu voto como garantia de liberdade na escolha de seus representantes, sem possibilidade de pressões anteriores ou posteriores ao pleito eleitoral, os deputados e senadores são mandatários do povo e devem observar total transparência em sua atuação”, escreveu Moraes na decisão desta terça-feira. O ministro ressaltou o princípio republicano da publicidade dos atos de agentes público. Nesta terça-feira, o plenário do Senado deve decidir se mantém ou revoga o afastamento de Aécio Neves do exercício de seu mandato, determinado pela Primeira Turma do STF no fim de setembro. A votação foi marcada depois que, na semana passada, a Corte decidiu pela necessidade do aval dos pares para o afastamento de congressistas. Aécio foi afastado em decorrência do inquérito em que foi denunciado por corrupção passiva. O senador foi gravado pedindo ao empresário Joesley Batista R$ 2 milhões, em troca de sua atuação política. O parlamentar tucano nega qualquer ato ilícito, afirmando que a quantia se refere a um empréstimo pessoal.

Com informações da Agência Brasil

Restituição do Imposto de Renda dá R$ 2,8 bi a 2,3 milhões de contribuintes
Em: 16/10/2017

Foto: Divulgação
O crédito bancário do quinto lote de restituição de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2017 foi liberado hoje (16). Contempla mais de 2,3 milhões de contribuintes com R$ 2,8 bilhões. Também foi liberada a restituição residual dos exercícios de 2008 a 2016, totalizando mais de 2,4 milhões de contribuintes, no valor de R$ 3 bilhões. Desse total, R$ 99,289 milhões se referem aos contribuintes com prioridade no recebimento: 22.351 idosos e 2.849 contribuintes com alguma deficiência física, mental ou doença grave. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda - Pessoa Física - DIRPF. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Com informações da Agência Brasil

Caso Aécio: Justiça obriga Senado a fazer votação aberta e nominal
Em: 14/10/2017

Senador Aécio Neves (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
O juiz federal Marcio Lima Coelho de Freitas, da Sessão Judiciária do Distrito Federal, concedeu uma liminar no início da noite desta sexta-feira, 13, que obriga o Senado a adotar a votação aberta e nominal na sessão que vai decidir pelo afastamento ou não do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A decisão atende a uma ação popular movida pelo presidente da União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf), Eduardo Cubas. A liminar se baseia na emenda 35/2001 que altera o artigo 53 da Constituição suprimindo a possibilidade de votação fechada nos casos que envolvem a suspensão de direitos de parlamentares. Além disso o juiz alega que o Senado não vai cumprir o papel de revisor do poder Judiciário na sessão que vai decidir o futuro de Aécio. Ao contrário, a deliberação faz parte do “sistema de freios e contrapesos decorrentes do desenho constitucional, no qual compete ao próprio Legislativo dar a palavra final sobre medidas cautelares envolvendo seus integrantes e, portanto, está obrigado a se submeter à regra da publicidade das decisões judiciais. Segundo o autor da ação popular, o objetivo é dar mais transparência à atividade política. “A sociedade começar a repensar nossa política e em como deixar as coisas mais transparentes”, disse Cubas. (AE)

João Vicente prepara retorno ao PTB e deve disputar cargo majoritário em 2018
Em: 11/10/2017

Ex-senador prepara seu retorno à política (Foto: Agência Senado)
O empresário e ex-senador da República, João Vicente Claudino, atualmente sem partido, tem demonstrado que pretende retornar à política. Embora ainda não tenha manifestado oficialmente suas pretensões, os últimos passos do ex-senador revelam que é apenas uma questão de tempo o seu regresso ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), que dirigiu no Estado por mais de uma década, e também a disputa de um cargo majoritário em 2018, podendo ser de senador ou governador pela oposição, sendo este último o mais provável. Qualquer que seja sua pretensão política no pleito do ano que vem, João Vicente tem a simpatia de expressivas lideranças do Estado, que devem abraçar seu novo projeto político, inclusive os que seguraram a peteca e permaneceram no PTB, como o deputado federal Paes Landim, atual presidente estadual do partido. Hoje integrantes da base governista, com cargos no primeiro escalão do Governo do Estado, os petebistas piauienses não ficariam nem um pouco envergonhados em abandonar o navio cargueiro governista para seguir o “Iate Claudino” caso JVC seja candidato ao Governo em 2018. Consciente dessa possibilidade, o governador Wellington Dias (PT) se esforça nos bastidores não só para manter o PTB em sua base, como também para atrair o ex-senador e posicioná-lo em sua chapa de reeleição, disputando ou uma das duas vagas ao Senado ou o cargo de vice-governador, que no momento é disputado em uma verdadeira guerra de foices entre o PP do senador Ciro Nogueira e o PMDB dos deputados Marcelo Castro e Themistócles Filho.

Parecer sobre denúncia contra Temer deverá ser apresentado amanhã à tarde na CCJ
Em: 09/10/2017

Bonifácio de Andrada é o relator da nova denúncia contra Temer na CCJ (Foto: Agência Câmara)
O parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) deverá ser lido amanhã (10) à tarde na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. A previsão foi feita hoje (9) pelo deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos principais articuladores de governo, após conversar com Andrada. Mesmo com a previsão de entrega do parecer somente na parte da tarde desta terça-feira, o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), confirmou a realização da reunião da comissão às 10h. Segundo a assessoria da CCJ, mesmo que o relatório não seja apresentado pela manhã, a comissão tem uma pauta para deliberar inclusive sobre questões de Ordem relacionadas ao trâmite da denúncia. O relator da denúncia tem reclamado do pouco tempo que dispõe para analisar as mais de mil páginas que compõem a peça acusatória elaborada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e também pelas defesas dos acusados. A denúncia acusa o presidente Temer e os ministros de organização criminosa. O presidente também foi denunciado por obstrução de Justiça. Andrada disse hoje que, pelo prazo regimental, tem até a noite desta terça-feira para apresentar e ler seu parecer. O presidente da CCJ já afirmou que após a leitura da peça irá conceder vista coletiva do relatório por duas sessões plenárias da Câmara. Com isso, a discussão e votação do parecer de Andrada na comissão deverá ser iniciada na terça-feira da próxima semana (17).

Com informações da Agência Brasil

Inflação de setembro foi 0,16%, e no acumulado é a menor desde 1998
Em: 06/10/2017

Desde janeiro, inflação oficial do país cresceu 1,78%, a mais baixa em 19 anos (Foto: EBC)
A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o mês de setembro com variação de 0,16%, abaixo dos 0,19% de agosto. Nos primeiros nove meses do ano, o índice acumula variação de 1,78%, bem abaixo dos 5,51% registrados em igual período de 2016. Esta é a menor taxa acumulada setembro desde 1998, quando registrou-se 1,42%. O IPCA, inflação oficial do país, foi divulgado hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice apresentou alta acumulada nos últimos 12 meses de 2,54%, resultado superior aos 2,46% registrados nos 12 meses anteriores. No entanto, o índice está bem abaixo da meta fixada pelo Banco Central, de 4,5%. Em setembro de 2016, o IPCA havia registrado variação de 0,08% no mês. Em setembro, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, somente alimentação e bebidas (-0,41%) e habitação (-0,12%) apresentaram deflação. Nos grupos com alta de preços destacam-se transportes, com 0,79% de variação. As passagens aéreas tiveram variação positiva de 21,90%. Já os combustíveis tiveram a maior influência, com alta de 1,91%. O litro da gasolina ficou, em média, 2,22% mais caro de agosto para setembro.
Com informações do Diário do Poder

Congresso terá semana decisiva na votação da reforma política
Em: 03/10/2017

Foto: Divulgação
A semana de atividades do Congresso Nacional será decisiva para a conclusão das discussões sobre a reforma política. Após diversas tentativas de votação, o debate segue arrastado na Câmara dos Deputados e no Senado e corre o risco de ter poucas ou mesmo nenhuma medida aprovada para as próximas eleições. Para ter validade em 2018, as mudanças na legislação precisam ser sancionadas até sexta-feira (6). A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 282/16 é o texto da reforma política com tramitação mais adiantada no Congresso. No entanto, apesar de já ter passado pelo plenário da Câmara, ainda depende de aprovação da redação final na comissão especial antes de seguir para apreciação do Senado. A PEC prevê o fim das coligações proporcionais a partir de 2020. Em meio às votações da reforma política, o início dos trabalhos da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em relação à denúncia contra o presidente Michel Temer e dois de seus ministros deverá movimentar a Câmara. Escolhido o relator, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), e notificado os denunciados, a comissão começa de fato a apreciar a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Segundo o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), o único ponto ainda não totalmente pacificado na tramitação da denúncia é em relação à analise fatiada.

Com informações da Agência Brasil

Diretor do campus de Picos vai disputar a vice-reitoria da Uespi
Em: 02/10/2017

Evandro deixa a direção do campus de Picos para concorrer à vice-reitoria da Uespi (Foto: Facebook)
O professor e jornalista Evandro Alberto de Sousa vai disputar a vice-reitoria da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), na chapa do atual reitor da instituição de ensino, professor doutor Nouga Cardoso Batista, candidato à reeleição. Mestre em Serviço Social, Evandro Alberto já foi professor e coordenador dos cursos de Comunicação Social – Jornalismo da UESPI e Faculdade R. Sá e em 2012 assumiu o cargo de professor efetivo da Uespi. Em 2014 assumiu a direção do Campus Professor Barros Araújo, de Picos, tendo sido reeleito no final do ano passado. Por meio de sua conta no Facebook, Evandro anunciou hoje, segunda-feira (02), que está se afastando da direção do Campus Universitário de Picos para concorrer à vice-reitoria, devendo sua chapa ser registrada ainda hoje. No lugar de Evandro assumirá a direção a atual vice-diretora, Janaína Aragão. A eleição para escolha dos novos dirigentes da Uespi será dia 08 de novembro deste ano. Em sua mensagem de despedida, o professor agradeceu pela confiança em seu trabalho e reafirmou o compromisso de continuar defendendo a universidade: “Estamos deixando a direção do campus de Picos para assumir o honroso papel de disputar a vice-reitoria da UESPI, ao lado do professor Nouga Cardoso Batista, representando o interior, buscando vivenciar (dia após dia) um Piauí melhor. Obrigado a todos e a todas pela confiança. Procuraremos continuar honrando o carinho de vocês. Professores, coordenadores, técnicos, servidores, discentes, movimento estudantil, família e amigos, vocês ajudaram a construir uma nova história. Muito grato pelo apoio e colaboração. Firmes na fé e na esperança! Um abraço!” – escreveu.

Facebook
Enquete

picos40graus.com.br - 2015 - 2017 - © - Todos os direitos reservados.
Av. Getúlio Vargas, 484 - Apto 202 - 2º Andar
Centro - Picos - Piauí - CEP: 64.600-002
Email: contato@picos40graus.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade do Picos 40 Graus.
Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria
e são de inteira responsabilidade de seus autores.