Picos(PI), 22 de Junho de 2018
Internacional
Obesidade mórbida: mulher de 300 kg fica à beira da morte após seu estômago quase explodir
Após a cirurgia de redução e uma dieta controlada, ela conseguiu perder cerca de 90 kg.
Em 10/01/2016 por Jesika Mayara
Tamanho da fonte - +

Nikki Webster (Foto: Reprodução)

Nikki Webster, 33 anos, sofre de obesidade mórbida e pode explodir a qualquer momento. A americana, que comia tudo que via pela frente, chegou a passar por algumas cirurgias, mas o problema se agravou e ela acabou ganhando mais peso, ficando com 300 kg.

Os pais, com medo de decepcionar a filha, passaram a levar comida na cama. A alimentação desequilibrada ocasionou uma obesidade mórbida que  resultou em uma urgente cirurgia de redução do estômago. O procedimento cheio de riscos foi realizado e Nikki teve que emagrecer durante cerca de três meses.

De acordo com os médicos, o excesso de alimentos provocou uma ruptura que espalhou bilhões de bactérias do estômago para a cavidade abdominal. O rompimento é responsável, portanto, por inchaços, febres, vômitos e até a morte. 

Durante o programa My 600lb Life (Minha vida com 272 kg), ela desabafou sobre o problema de saúde e confessou que a má alimentação pode tirar sua vida. "Meu peso é debilitante. Meu corpo está todo dolorido, eu odeio isso. Digo para mim mesma. Comida é um vício para mim e esse vício está me matando", disse. 

Após a cirurgia e uma dieta controlada, ela conseguiu perder cerca de 90 kg. A irmã, Courtney Llewellyn, durante o período mais critico, chegou a proibir ela de visitar os filhos, numa tentativa de evitar mais consumo de alimentos. 

"Fiz isso (recuperação) por mim mesma. Comida sempre foi um vício para mim", diz. 

Nikki Webster passou por cirurgia de redução de estômago. Nikki Webster passou por cirurgia de redução de estômago.

Fonte: Meio Norte

Facebook
Enquete

picos40graus.com.br - 2015 - 2018 - © - Todos os direitos reservados.
Av. Getúlio Vargas, 484 - Apto 202 - 2º Andar
Centro - Picos - Piauí - CEP: 64.600-002
Email: contato@picos40graus.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade do Picos 40 Graus.
Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria
e são de inteira responsabilidade de seus autores.