Picos(PI), 22 de Junho de 2018
Geral
"Não vamos fazer o jogo da prefeitura", afirmam ambulantes
A escolha do local para a realização do São João causou criticas vindas dos mais diferentes segmentos da sociedade
Em 13/06/2018 por Jesika Mayara
Tamanho da fonte - +

(Foto: Jesika Mayara)

Na manhã desta terça-feira, 12 de junho, a Prefeitura Municipal de Picos lançou a programação do São João 2018. O festival de quadrilhas e shows acontecerão no estacionamento do Piauí Shopping, a decisão tem causado críticas nas redes sociais e rodas de conversa.

Os ambulantes de Picos, em especial os donos de trailers, que de acordo com o projeto da prefeitura serão removidos para a Avenida Beiro Rio, criticaram a decisão do poder municipal em realizar o evento no estacionamento de um local privado.

“A Prefeitura de Picos não está contribuindo com o que vem falando, em especial na reunião realizada nesta semana, onde o secretário disse que os eventos aconteceriam na Avenida Beiro Rio, para nos ajudar. O primeiro evento que tem eles vão realizar no shopping”, disse o ambulante Tarcilândio Lacerda Leite.

Trabalhando na Praça Josino Ferreira há 15 anos no ramo de alimentação, a dona de trailer Elinete Felix Bezerra, afirmou que não irá mudar seu estabelecimento para a Beira Rio.

“Essa é o primeiro item a ser descumprido. A prefeitura afirmou que os eventos seriam todos na Avenida Beira Rio e, para firmar que a nossa transferência para lá é uma farsa, o São João vai ser realizado em um espaço privado. Me sinto prejudicada com tudo isso”, disse a empresária.

Para a comissão de ambulantes a prefeitura quer tirar o povo das praças e levar para o shopping e demais espaços privados.

“Nosso maior problema hoje é saber para onde a prefeitura irá levar os ambulantes e de que forma ela quer implantar uma lei que vem prejudicar toda a cidade. Não podemos admitir que os atuais gestores façam da cidade o que eles bem quiserem. Não apoiamos isso e não vamos aceitar esse tipo de coisa. Eles estão tentando esvaziar o Centro para levar todo mundo para o Piauí Shopping. Não vamos fazer o jogo do prefeito, não devemos acreditar no que esses políticos profissionais falam”, disse Eurípedes Parreira, mais conhecido como Pepeu.

Na tarde desta quinta-feira, 14, acontecerá uma reunião na sede do Ministério Público. O encontro será conduzido pela promotora Romana Leite e contará com a presença de gestores municipais e representantes da comissão dos ambulantes.

“Estamos muito confiantes. Só pelo fato de podermos nos reunirmos com o Ministério Público pela segunda vez já é uma vitória, nossa expectativa é das melhores. Acreditamos que o MP vai tocar na prefeitura dizendo que tem outros caminhos e que a lei não poder ser implantada assim como na Venezuela, Cuba ou Alemanha”, afirmou Pepeu.

O Outro lado

 A prefeitura municipal informou os motivos para a escolha do estacionamento do Piauí Shopping para a realização do evento junino.

De acordo com a assessoria da prefeitura, o Piauí Shopping é um dos principais patrocinadores do evento e a escolha do local se deu pelo fato do município não disponibilizar de recursos, uma vez que o investimento em um São João é muito alto. Dessa forma a escolha se deu com o objetivo de diminuir despesas.

Prefeitura de Picos aluga salas do Piauí Shopping por R$ 14 mil mensais

A Prefeitura de Picos firmou na última segunda-feira, dia 04, um contrato de locação com a empresa Piauí Administradora de Shoppings Ltda, no valor de R$ 14.000,00 mensais. O objetivo do contrato, segundo extrato publicado na edição de hoje (07) do Diário Oficial dos Municípios, é o aluguel de salas para fins de funcionamento de postos de atendimento ao cidadão, de secretarias do município de Picos.

O contrato foi firmado por meio da modalidade dispensa de licitação, ou seja, foi excluída do processo a participação de outras empresas que por ventura estivessem interessadas em concorrer à contratação, sendo que o processo de dispensa foi ratificado pelo secretário municipal de Governo, Rangel Kennedy Herculano de Sousa. A fonte de recursos para o custeio do contrato são as receitas oriundas do FPM, ICMS, IPVA, ISS, ITR, arrecadação e outras fontes de receita próprias do município.

Caso não seja rescindido ou não haja reajustes no valor do pagamento mensal, a Prefeitura vai gastar ao longo da vigência desse contrato, que é de cinco anos, a quantia de R$ 840.000,00.

Facebook
Enquete

picos40graus.com.br - 2015 - 2018 - © - Todos os direitos reservados.
Av. Getúlio Vargas, 484 - Apto 202 - 2º Andar
Centro - Picos - Piauí - CEP: 64.600-002
Email: contato@picos40graus.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade do Picos 40 Graus.
Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria
e são de inteira responsabilidade de seus autores.