Picos(PI), 26 de Maio de 2018
Deputado Nerinho ainda pode ser candidato a prefeito de Picos
Em: 27/04/2016

Deputado Nerinho / Divulgação
Atualmente licenciado do mandato para exercer o cargo de secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, o deputado estadual José Icemar Lavor Néri, o Nerinho (PTB), ainda pode ser candidato a prefeito de Picos na eleição deste ano. Não que isso esteja em seus planos no momento, mas é o que lhe faculta a Legislação Eleitoral, como também é o anseio de muitos de seus correligionários locais que nem foram e nem estão sendo prestigiados pelo prefeito José Walmir de Lima (PT), depois do rompimento do deputado Pablo Santos (PMDB), dos vereadores Renato (PRP) e Valdívia (PRP) e do suplente Manoel Vieira (PP). As lideranças do PTB local esperavam ocupar os espaços deixados pelos ex-aliados, o que não aconteceu. Nerinho, no entanto, se esquiva da candidatura em Picos e segue com seu propósito de disputar a eleição para a presidência da Assembléia Legislativa, que ocorre em junho próximo. Nessa empreitada, ele espera ter o apoio do governador Wellington Dias (PT) e assim barrar mais um mandato do praticamente perpétuo presidente, Themístocles Filho (PMDB).

Militante do PT de Picos se arrepende de ter ameaçado Júlio César
Em: 22/04/2016

Câmara dos Deputados
O deputado federal Júlio César Lima (PSD-PI) foi ameaçado de morte por meio de mensagens de whatsapp, antes e depois da sessão que decidiu pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O parlamentar denunciou o caso à Polícia Federal e em pouco tempo identificou com detalhes a autora das ameaças. Em entrevista à imprensa da capital, o deputado disse tratar-se de uma militante do PT de Picos, residente no bairro Boa Sorte e que o nome começa com a letra D. Devido à grande repercussão e possíveis consequências, a petista picoense já entrou em contato com Júlio César para pedir desculpas e dizer que enviou as mensagens no calor da emoção. No entanto, o deputado garante que não vai deixar por isso mesmo.

Governador não vai romper com deputados que votaram pelo Impeachment
Em: 20/04/2016

Reprodução
Com uma sensatez muito maior que a de muitos colegas de seu partido, o governador Wellington Dias (PT) anunciou hoje (20) que não vai romper politicamente com o PSD e o PP, por conta do voto SIM, favorável ao impeachment, dos deputados federais Júlio César e Iracema Portela. Desde a consumação da votação na Câmara, no último domingo (17), que lideranças petistas cobram "punição" por parte do governador aos dois deputados (chamados de golpistas e traidores) que mantém indicações de cargos no Governo do Estado. Wellington, por sua vez, entende que o rompimento desses partidos a nível nacional não implica que a mesma coisa ocorra a nível estadual e que, por reconhecer a importância dessas e outras siglas em sua base de apoio, prefere manter a cautela e o diálogo permanente. Sobre o andamento do processo de impeachment no Senado, ele afirma que vai conversar com os senadores Ciro Nogueira (PP) e Elmano Ferrer (PTB) em busca do voto deles contrário ao impedimento da presidente.

 

Os piauienses que terão prestígio em eventual Governo de Michel Temer
Em: 18/04/2016

Reprodução
Cumprida a etapa da Câmara, cabe agora ao Senado votar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). E com a possibilidade cada vez mais real de um governo dirigido por Michel Temer (PMDB), surgem também as especulações dos nomes que vão compor sua equipe de primeiro ou segundo escalão, bem como daqueles que terão prestígio em sua eventual gestão. Entre os piauienses que hoje desfrutam de estreita relação com Temer estão o ex-ministro João Henrique Sousa, o ex-presidente da Funasa, Henrique Pires (que inclusive foi demitido do cargo em retaliação a Michel) e o presidente da Assembléia Legislativa, Themístocles Filho. Os três são do mesmo partido do vice-presidente, o PMDB. Contudo, líderes de outros partidos também estão no rol de amigos dele, como o ex-governador Zé Filho (PPS), o deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI) e o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira.

Wellington segura 5 votos da bancada do Piauí a favor de Dilma
Em: 17/04/2016

Reprodução
Em Brasília desde a última terça-feira (12), o governador Wellington Dias está se esforçando pessoalmente na busca de apoios para evitar a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Ontem, sábado, ele esteve reunido com Dilma no Palácio do Planalto, juntamente com cinco dos 10 deputados da bancada piauiense que votarão logo mais contra o impeachment, sendo eles: Marcelo Castro, Fábio Abreu, Rejane Dias, Paes Landim e Assis Carvalho. Também estiveram presentes na reunião a senadora Regina Sousa e os suplentes que estavam no exercício do mandato, Flávio Nogueira e José Maia Filho, o  Mainha. A votação ocorre logo mais às 15 horas e são necessários 342 votos a favor do relatório de Jovair Arantes, para o processo seguir para o Senado.

Heráclito oferece jantar para Michel Temer e deputados aliados
Em: 15/04/2016

Heráclito Fortes cumprimenta Michel Temer, observado por Elizeu Padilha
O deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI) ofereceu jantar na noite de ontem, quinta-feira (14), ao vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB) e a mais de 80 deputados que deverão votar a favor do Impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) no próximo domingo. A informação é do jornal Folha de São Paulo. Os convidados, de acordo com a publicação, foram recebidos com vinho, whisky e outras bebidas. O vice chegou antes das 22h e saiu por volta de meia-noite. A relação de Temer com o organizador do jantar de ontem é antiga, pois foram colegas na Câmara dos Deputados na década de 90. Quando pertencia ao extinto PFL, Heráclito chegou ao cargo de vice-presidente da Mesa Diretora, em um dos mandatos do então presidente Michel Temer. Na época dirigia o país Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e os dois faziam parte da base aliada.

 

Deputados já organizam o Bolão do Impeachment em Brasília
Em: 13/04/2016

Deputados Manato e Paulinho com a lista do Bolão/ Foto: Ailton Freitas- Agência O Globo
Comum em jogos de Copa do Mundo, o famoso Bolão já está circulando nos corredores da Câmara dos Deputados em Brasília, para ver quem acertará o resultado da votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), que vai ocorrer no próximo domingo (17). De acordo com O Globo, a lista com os palpites do placar da votação foi idealizada pelo deputado Paulinho da Força (SP), presidente nacional do Solidariedade. O valor do palpite é de R$ 100,00 e não é restrito aos deputados, mas o ganhador precisa acertar o placar com os votos a favor e contra o impeachment. Caso ninguém acerte, o valor arrecadado será destinado à caridade. Em pouco mais de dez minutos, o bolão já tinha sete participantes. Como idealizador e primeiro signatário da lista, Paulinho apostou que o placar será de 382 votos sim ao impedimento e 118 não.

 

Rompimento do PP faz o Piauí perder comando da CODEVASF
Em: 12/04/2016

Reprodução
A maioria da bancada do Partido Progressista (PP) na Câmara dos Deputados decidiu, no final da tarde dessa terça-feira (12), pelo rompimento com o Governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e votar pelo Impeachment na sessão do próximo dia 17 (domingo). Com o rompimento, o presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), já entregou os cargos do partido, dentre os principais o Ministério da Integração Nacional, dirigido por Gilberto Occhi e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (CODEVASF), comandada pelo piauiense Felipe Mendes, ex-deputado federal e ex-vice-governador. Contrário ao impeachment, Ciro até que tentou manter o PP na base de Dilma, mas foi voto vencido. Com uma bancada de 47 deputados, 31 já manifestaram voto pelo impedimento da presidente.

 

Últimos acontecimentos têm animado os defensores do impeachment
Em: 09/04/2016

Reprodução
De acordo com o Painel da Folha de São Paulo, edição de hoje (09), nas idas e vindas do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), uma sequência de fatos das últimas horas voltou a dar fôlego à deposição. Três pontos animaram a oposição: a delação da Andrade Gutierrez; a manifestação de Rodrigo Janot (contrário à posse de Lula na Casa Civil); e a decisão da Globo de transmitir ao vivo a votação no plenário. Acrescentamos ainda (por nossa conta) que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), que vai dirigir a votação, além de chamar as bancadas do Sul, Sudeste e Norte (mais favoráveis ao impeachment) pra votarem primeiro, vai também exibir, no placar eletrônico da Câmara, a foto de cada deputado quando for anunciar o voto contra ou a favor da presidente.

 

Grupo de Pablo também quer vaga de vice na chapa de Gil
Em: 07/04/2016

Daniela Meneses
O grupo do deputado estadual Pablo Santos também está no páreo pela indicação do candidato a vice-prefeito na chapa do pré candidato Gil Paraibano (PP). A confirmação foi dada pelo bioquímico Waldemar Santos Júnior (PRP), tio de Pablo, que foi vice da então candidata a prefeita, Belê Medeiros, em 2012. Em entrevista a uma emissora de rádio local, Júnior Santos destacou ainda que seu grupo se fortaleceu após o ingresso dos vereadores Renato Ibiapino e Valdívia Santos e que, portanto, também tem o direito de defender a indicação do candidato a vice de Gil, podendo ser ele mesmo o nome escolhido, ou o de sua esposa, a também bioquímica Verônica Danda Santos, que nas gestões de Gil foi secretária de Assistência Social e até o fim do mês passado estava à frente da Secretaria de Cultura do município.

 

Facebook
Enquete

picos40graus.com.br - 2015 - 2018 - © - Todos os direitos reservados.
Av. Getúlio Vargas, 484 - Apto 202 - 2º Andar
Centro - Picos - Piauí - CEP: 64.600-002
Email: contato@picos40graus.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade do Picos 40 Graus.
Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria
e são de inteira responsabilidade de seus autores.